Siga-nos

Em alta

COTIDIANO, ECONOMIA E NEGÓCIOS

Construtora prepara terreno para erguer arranha-céu no bairro Ponta Aguda, em Blumenau 

prédio stein ponta aguda
Terreno com quase 4 mil metros qudrados de área vai dar lugar a prédio de 136 metros de altura. Foto: Pancho

Quem entra no bairro Ponta Aguda pela ponte Adolfo Konder provavelmente já percebeu o grande terreno que se abriu nos entroncamentos da Rua Chile com a Rua Uruguai e com a Avenida Brasil. A área de quase 4 mil metros quadrados tinha sobre ela, até pouco tempo atrás, o restaurante Pé de Verde e uma edificação conhecida por ter abrigado o Centro Técnico de Saúde. Tudo veio abaixo.


prédio stein ponta aguda
Edifício será mais alto que o vizinho Grand Trianon, Foto: divulgação

A área deve receber em breve o que pode ser o mais alto prédio de Blumenau, com 136 metros de altura. Foi projetado pela Construtora Stein, mas ainda falta o alvará de construção para que a obra comece. Enquanto isso, a empresa já iniciou o trabalho de sondagem do terreno.

Projeto

prédio stein ponta aguda

O edifício terá 41 andares e será um pouco mais alto que o vizinho Grand Trianon, na Avenida Brasil, e o Residencial Hermann Blumenau, no bairro Victor Konder. O espaço foi dimensionado para abrigar 18 lojas, 52 escritórios e 52 apartamentos, sendo 39 de quatro dormitórios e 13 de três dormitórios.


whatsapp
telegram

A obra também terá 289 vagas de garagem: 168 para a área comercial e 121 para os apartamentos. A área total construída chega a 29,3 mil metros quadrados.

préio stein ponta gauda
Mapa do terreno. Foto: Google Maps, reprodução

Mais Postagens

4 Comments

  1. JFN

    Balneário Camboriu e Dubai mudaram-se para cá.
    Triste.
    Pobre Blumenau.
    A ganância está destruindo a paisagem da cidade.
    Pouquíssimos lucram e muitíssimos perdem.

    1. Leonardo

      Quem vive de passado é museu. As coisas evoluem e PRECISAM evoluir!

  2. Charles

    Serao 136 metros de altura, Pancho… esta no EIV….

    1. Pancho

      Vi agora 🙂
      Os 126 foram repassados pelos empreendedores.
      Vou corrigir. Obrigado!

Deixe um comentário

Campos obrigatórios são marcados com * *