Pancho
INFRAESTRUTURA

Prolongamento da Via Expressa, em Blumenau, terá o primeiro trecho com asfalto em algumas semanas

Via Expressa
Homens e máquinas trabalham na preparação do solo para receber o asfalto. Foto: divulgação

As máquinas da Cetenco já estão preparando o solo do primeiro trecho do prolongamento da Via Expressa de Blumenau para receber o asfalto. A base da pavimentação está sendo providenciada entre a BR-470 e a Rua Guilherme Scharf, algo em torno de 1,4 quilômetro.

Uma vez preparada a base, o asfalto ganhará o seu lugar, mas isso só deve ocorrer entre o final de maio e o início de junho. É que ainda há uma rocha no meio do caminho que precisa ser retirada, o que deve ocorrer nos próximos dias.

Ter o asfalto não garante a liberação do trecho para o trânsito. Isso porque são necessárias as alças de acesso que só sairão do papel quando começarem as obras do viaduto sobre a Rua Guilherme Scharf.

Viaduto

Por falar nesse viaduto, muita gente deve estranhar a ausência de movimentação na área, já que a ordem de serviço foi assinada em março. Ocorre que neste primeiro momento a empresa responsável pela obra está concentrada na produção das vigas.

Essa é a parte mais demorada do trabalho. Deve levar quase um ano e só há poucas semanas a empresa encontrou um terreno adequado para o serviço.

Andamento da obra

Além do trecho entre a BR-470 e a Guilherme Scharf, a Cetenco também trabalha em mais 1,6 quilômetro adiante. A chuva dos últimos meses prejudicou a terraplanagem, mas o trabalho não parou.

Nesta semana, por exemplo, os operários terminaram de retirar a vegetação dos últimos metros desse trecho. Ou seja, o que foi desapropriado já está sendo executado.

O problema é que o prolongamento inteiro tem 15 quilômetros e, por enquanto, não há previsão de ampliar a frente de trabalho. Fica aqui a torcida para que a obra não pare assim que esse primeiro trecho de três quilômetros for concluído.

Sair da versão mobile