Pancho
COTIDIANO

Compra do Sesi, fiscais corruptos, venda da Teka e BR-470 estão no resumo do feriadão em Blumenau

Complexo do Sesi

A prefeitura de Blumenau espera conseguir na próxima semana o dinheiro para comprar o complexo do Sesi. Quem conta é o colunista Rodrigo Vieira. A novidade pode ser anunciada pelo governador Carlos Moisés, que estará em Blumenau na quarta-feira. (ND+)

A ampliação do Parque das Itoupavas nem começou, mas o contrato para pavimentar e florir a nova entrada da área de lazer já foi assinado. Segundo Evandro de Assis, a prefeitura vai investir R$ 1,3 milhão, dinheiro que vem de Brasília. (NSC Total)

Blumenau registrou nesta sexta-feira 282 novos casos de covid-19. Mais de 1,2 mil moradores da cidade estão com a doença neste momento. Treze estão em hospitais. (O Blumenauense)

Três fiscais da prefeitura foram exonerados por corrupção neste segundo mandato do prefeito Mário Hildebrandt. Outros oito processos estão em andamento. (Informe Blumenau)

Ladrões furtaram bicicletas de um condomínio no bairro Salto do Norte. Sistema de biometria e câmeras não foram suficientes para impedir a ação. (Tribuna do Povo)

Um homem que guardava mais de 200 quilos de droga foi preso na Via Expressa, em Blumenau, na tarde de quarta-feira. Parte da droga apreendida estava enterrada embaixo de um deque de piscina. (Alexandre José)

A Justiça determinou a suspensão de qualquer negociação em andamento para comprar a Teka. Ações da empresa estão bloqueadas e não podem ser negociadas na Bolsa de Valores. (NSC Total)

Seguem em curso as mudanças no atendimento da saúde pública em Blumenau. Com a readequação do público dos antigos ambulatórios gerais, a prefeitura vai criar mais 140 cargos a um custo de R$ 1,6 milhão por mês, conta o colunista Evandro de Assis. (NSC Total)

O Centro de Blumenau ganhou neste feriado as cores dos tradicionais tapetes de Corpus Christi. A montagem começou às 5h da manhã de quinta-feira. (Alexandre José)

Autoridades da região que participaram de ato em Brasília com o presidente Jair Bolsonaro perderam a oportunidade de cobrar mais verba e velocidade na duplicação da BR-470. Quem escreve sobre o tema é o colunista Rodrigo Vieira. (ND+)

Sair da versão mobile